Archive for the Moda Category

Camiseta vira vestidinho

Posted in Faça você mesmo..., Moda on 20 de Novembro de 2009 by Insônia Insana

Os dias mais quentes estão chegando e nada como um vestidinho leve e casual para encarar o dia a dia. Melhor ainda se ele for feito em casa, com aquela camiseta que a gente já não dá mais tanto valor.
Para fazer um tomara-que-caia bem estiloso, siga as dicas:

Escolha uma camiseta sem estampa, já que ela será virada de cabeça para baixo. Os modelos “baby look” não servem pelo motivo óbvio de não terem comprimento para o virarem vestido.

Eleita a camiseta, tenha em mãos alfinetes, tesoura, elástico e agulha (ou máquina de costura).

Na barra da peça, introduza o elástico para criar a sustentação do tomara-que-caia. Onde antes era barra da camiseta, agora será a parte superior do vestido.

Vá para a gola e faça um risco horizontal. Alinhave, de ombro a ombro, para fazer o acabamento.

O vestido está quase pronto, mas antes dobre e costure as mangas na parte frontal da t-shirt para que eles virem dois bolsos funcionais. Para que eles tenham esse aspecto fofinho, é só colocar o elástico por dentro!

Ficou um charme!

It girls – Novas inspirações para se vestir

Posted in Moda on 21 de Setembro de 2009 by Insônia Insana

Lolitas, patricinhas, antenadas e descoladas. As “It girls” reúnem um pouco de tudo isso. A inspiração para o jeito de vestir é variada.


the-city

Lolitas, patricinhas, antenadas, descoladas. As “It girls” reúnem um pouco de tudo isso. A inspiração para o jeito de vestir é variada, vem do baú da vovó e das páginas da internet.

As garotas do momento querem ser diferentes umas das outras, lançam tendência e estão conectadas em novidades de moda, design, arte contemporânea, cinema e música.

“Eu ficava seis horas por dia pesquisando as bandas novas, por exemplo, que acho que é o que as meninas hoje fazem. As It girls fazem isso né? Fica buscando novidade, não aquilo que já conhecem”, diz Simone.

Hoje a estudante de jornalismo de 23 anos, que começou com um blog de música e já teve uma banda de meninas escreve e faz vídeos na rede pra outras garotas como ela, conteúdo para uma meninada que curte princesas em um visual mais ousado.

Ane sabe disso, tem um blog de beleza cheio de referências pra essa turma, que não precisa de peças de grife pra ter estilo.

“Isso é que é o mais bacana da It girls são pessoas que não tem relação direta com o dinheiro, com grana e sim com garra com vontade de aprender, de saber o que está acontecendo no mundo”, diz a escritora Ane Rech.

Mas como será o guarda roupa dessa nova geração? Com criatividade e algumas ideias simples dá para compor um visual bacana sem gastar muito dinheiro.

“Pra ser It girl pra começar tem que ser muito segura de si porque tu gosta de uma combinação inusitada coloca a roupa combina do jeito que tu quiser sai na rua, não interessa se fulano gostou, se olhou”, diz Nina Godinho, desenhista de moda.

Liberdade é um dos mandamentos das It girls, mas elas tem algumas dicas pra quem quer incrementar a produção do dia a dia. A primeira dica é misturar: vale sapato chique com camiseta despojada.

“O ideal seria misturar estampas diferentes, com padrões diferentes com tons parecidos”, diz Amanda Dorneles, desenhista de moda.

Como na composição do lenço com o colete.O mesmo truque foi usado pra misturar estampas da meia calça e do cinto porque as It girls exploram o poder dos acessórios.

“Acessório de cabelos estilo retrô com plumas, contas, coisinhas que a gente compra ou vai achando em casa mesmo”, diz Amanda.

O ideal é brincar com a roupa. Na blusa um clima romântico. Nos pés, um toque casual.

“Dá pra garimpar o que tu tem em casa, dá pra ver o que a vó tinha, que a mãe guarda.

Sempre tem alguma coisa boa”, diz Ianny Bastos, desenhista de moda.

A expressão “It girl” é antiga, mas dá nome a um jeito de vestir bem moderno. Ela surgiu em 1927 e foi usada por um escritor para descrever a atriz americana Clara Bow, sucesso no filme “It”. Os críticos diziam que ela tinha um “que” impossível de explicar.

leather-pants

03-herve

Ser uma It Girl

Posted in Moda on 7 de Setembro de 2009 by Insônia Insana

Se você é uma garota que está sempre na moda, gosta de acompanhar as tendências, está ligada em todas as novidades das grifes  e não suporta ser chamada de “Patrícia”, você caiu em novo conceito do mundo fashion.  Está certo que ninguém gosta de ser estereotipada e muito menos ser chamada de qualquer tipo de “rótulo”, mas agora as gatas antenadas são chamadas de um termo mais fofinho:  It Girls.

Lily Collins

As primeiras It Girls foram as meninas que trabalham na Vogue americana e não tem nada a ver com as patricinhas. Elas são inteligentes e geralmente influenciam o grupo todo. Sempre com bom gosto, adoram grifes, mas conseguem montar looks legais com o que possuem no guarda-roupa, indiferente de etiquetas. As It Girls não são famosas, mas são conhecidas dentro de uma escola ou até mesmo um grupo de amigas. Elas inspiram as pessoas que as cercam e não curtem muito a idéia de serem comparadas com as antigas Patrícias. A maioria das It Girls trabalham, estudam, possuem objetivos, são super informadas e estão por dentro de todas as tendências.

Georgia Jagger

O mais legal das It Girls é que elas não precisam ter o sapato ou a bolsa caríssima, pois isso já não tem muito valor para ser interessante. Criativas, super informadas e carismáticas, as It Girls não precisam de muita grana para agradar na aparência.  Elas acompanham blogs e revistam de todo o mundo e são mais interessadas em saber por quem e como a bolsa foi criada do que a própria marca do produto. Bacana, hein?! Se você gostou da idéia, pode acompanhar o site da It Ale Garattoni, itgirls.com.br. A Neo acha que existem muitas meninas It anônimas por aí e adora o novo conceito. E você, o que acha?

Alexa Cung